10

A Pesca Artesanal não pode morrer na praia – carta aberta

REPOST @povosdeluta Vem assinar a carta no linkhttps://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSevGyPN5DgZlE_CM5PH4gvkVQRJY2rKL14Ff6uxUHKta2y5Iw/viewform Nós, que integramos a Articulação Povos de Luta, estivemos reunidas e reunidos nos dias 05 e 06 de maro de 2022, na Comunidade de Tatajuba-Camocim-CE, com representações das comunidades de Caetanos de Cima (Amontada), Curral Velho (Acaraú), Vila Nova, Tatajuba, Baixa da Tatajuba, Vila São Francisco, Coité, […]

Continue Lendo

27

Live: População T (Trans e Travesti): trajetórias e resistências em territórios tradicionais costeiros

Desde 2004 no Brasil, o dia 29 de janeiro integra o calendário como o dia da visibilidade trans e travesti. A data busca trazer reflexões sobre a população T (Trans e Travesti), como também promover espaços de lutas pela garantia de direitos sociais. Por isso, no dia 27/01 às 18h, no Facebook da Terramar, teremos […]

Continue Lendo

18

15

7

Dia de Mobilização reúne comunidades da Zona Costeira em defesa do território

Povos de 20 comunidades tradicionais costeiras e três etnias indígenas se encontraram num momento de fortalecimento e partilha de histórias de luta e resistência. A ocasião contou também com audiência pública sobre conflitos fundiários na Zona Costeira, onde os órgãos públicos foram cobrados por sua atuação nos territórios.

Continue Lendo

23

Povos tradicionais costeiros se mobilizam em defesa de seus territórios

O Dia de Mobilização em Defesa dos Povos e Territórios Tradicionais Costeiros aconteceu na próxima terça-feira (27), a partir das 9 horas, no Complexo das Comissões da Assembleia Legislativa do Ceará. Na programação, estão o seminário em defesa dos povos e territórios tradicionais costeiros e a audiência pública sobre conflitos fundiários na Zona Costeira.

Continue Lendo

10

Às feministas!

Tudo isso não é, não quer e não tem como ser perfeito, afinal todas as feministas, assim como qualquer ser militante estão imbricadas na sociedade que quer transformar. Difícil mesmo é a plena ‘desconstrução’. Em termos imediatos e de horizontes utópicos, os feminismos não se fazem sozinhos.

Continue Lendo

30

14

9