Notícias

News Post Image

[ARTIGO] Velas de solidariedade e justiça

As comunidades costeiras se originaram a partir do declínio de alguns ciclos econômicos. Muitas foram formadas por negros(as) outrora escravizados(as) pelo então próspero cultivo da cana-de-açúcar. Nas senzalas dos engenhos, diferentes etnias africanas conviveram sem perder suas raízes culturais. Mesclada à herança da colonização portuguesa e ao patrimônio cultural dos indígenas, criou-se uma diversidade constituidora dessas culturas marítimas que buscavam o litoral, onde as terras eram livres. Fundamental é também compreender a influência destes grupos na “cultura” –, entendida não de modo limitado ao folclore, à música, à dança, mas também ao modo de comer, falar, andar, silenciar, ações e noções relativas à vida cotidiana.

News Post Image

[Nota pública] O CRIME DA VALE: a desigual repartição entre lucros e perdas na mineração brasileira

Nota de protesto e solidariedade da Rede Brasileira de Justiça Ambiental A Rede Brasileira de Justiça Ambiental expressa a sua mais sentida solidariedade aos familiares e amigos de mortos e desaparecidos em virtude da ruptura da barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho/MG, assim como aos trabalhadores da mineração e todos aqueles que viram […]

News Post Image

Organizações e movimentos socioambientalistas entregam Carta Pública para a OAB/CE reivindicando a substituição do representante da entidade no COEMA

A indicação do advogado Rômulo Alexandre Soares configuraria conflito de interesses, já que este defende interesses empresariais e privados na área do turismo, empreendimentos imobiliários e energia eólica junto à órgãos públicos ambientais como o próprio COEMA. Em razão disso, solicitam ao presidente da OAB/CE a sua substituição e de seu suplente como representante da Ordem naquele Conselho.

News Post Image

Grupo de Trabalho da Zona Costeira acompanha denúncias de comunidades no Ceará

Na manhã desta segunda-feira (12/11), a DPU/CE sediou reunião do Grupo de Trabalho Interinstitucional da Zona Costeira. Uma das questões centrais tratadas foram os conflitos em torno da demarcação de terra da Comunidade Quilombola do Cumbe, que fica em Aracati, no litoral leste do estado. A reunião também tratou de novas demandas de povos da zona costeira, a exemplo de ameaças à comunidade de Curral Velho, em Acaraú, cuja área de manguezal é objetivo de disputa por fazendeiros da carcinicultura. O povo indígena Tremembé da Barra do Mundaú (em Itapipoca), Tabubinha e Prainha do Canto Verde (ambas em Beberibe) são outras comunidades que têm sido alvo de constantes intimidações.

Ações

Afirmação dos territórios, culturas e modos de vida

Apoio às iniciativas de fortalecimento de sistemas e tecnologias tradicionais de uso e ocupação dos territórios e ecossistemas marinhos-costeiros; de expressões artísticas e festivas  e à iniciativas produtivas comunitárias baseadas na autogestão do território.

Educação ambiental contextualizada

Realização de ações de formação e produção de informação sobre a dinâmica e importância dos ecossistemas marinhos-costeiros; e sobre os impactos e riscos ambientais dos usos e ocupações degradadoras do meio ambiente.

Fortalecimento institucional das organizações comunitárias

Apoio ao fortalecimento da sustentabilidade organizativa, de acesso e gestão de recursos das organizações e grupos comunitários.

Mobilização Comunitária para garantia de direitos coletivos

Apoio a mobilizações comunitárias para a defesa dos territórios e ecossistemas; e dos direitos coletivos de comunidades tradicionais costeiras.

Campanhas

Além da nossa ação institucional permanente, nos somamos a campanhas específicas. Confira o que está rolando no momento.

Post Image

Campanha contra a Comercialização de Terras na Zona Costeira do Ceará

A Campanha contra a Comercialização de Terras na Zona Costeira do Ceará é uma iniciativa que envolve diversos sujeitos atuantes na defesa dos territórios tradicionais costeiros, tendo em vista tanto seu valor ambiental como o direito aos modos de vida das pessoas que ali vivem.

Post Image

Campanha pela Regularização dos Territórios das Comunidades Tradicionais Pesqueiras no Brasil

Campanha de arrecadação de assinaturas para Projeto de Lei de Iniciativa Popular que propõe a regulamentação dos territórios das comunidades tradicionais pesqueiras no Brasil.

Parceiros

Contato

Envie sua mensagem

Error! Por favor preencha seu nome.
Error! Email inválido.
Error! Por favor preencha sua mensagem.
Success! Mensagem enviada com sucesso.
Error! Desculpe, problemas no envio da mensagem.

Informações

Se você precisa de mais informações sobre nós, deseja tirar alguma dúvida, dialogar sobre nossa ação institucional ou, ainda, avaliar nossa atuação, entre em contato por telefone, email ou preenchendo o formulário ao lado.

  • Rua Pinho Pessoa, 86 | Joaquim Távora
  • +55 85 3226.2476
  • terramar@terramar.org.br