28

Manifesto da Assembleia Popular dos Povos das Águas (português e espanhol)

No período de 16 a 19 de agosto de 2018, realizamos a Assembleia Popular dos Povos das Águas na Comunidade Quilombola do Cumbe (Aracati/CE).  A Assembleia agregou diversos povos e comunidades que habitam e convivem em territórios das águas – como pescadores e pescadoras da Zona Costeira, populações que vivem em territórios de manguezais e águas continentais. Realizamos […]

Continue Lendo

22

Em defesa das águas e dos bens comuns

No período de 16 a 19 de Agosto de 2018, a Comunidade Quilombola do Cumbe (Aracati-CE) recebeu a primeira Assembleia Popular dos Povos das Águas. Estiveram presentes comunidades tradicionais quilombolas e povos indígenas da Zona Costeira e do Sertão, maioria formada por pescadores e pescadoras artesanais e agricultores e agricultoras camponesas do Ceará e Piauí.

Continue Lendo

10

13

Dia Internacional de Defesa dos Manguezais

Dia 26 de julho é o Dia Internacional de Defesa dos Manguezais, uma data que nos convida a dialogar sobre as perspectivas e interesses da flexibilização ambiental e implementação de grandes projetos econômicos nesses territórios. Na roda de conversa teremos a presença do Conselho Pastoral dos Pescadores, Ministério Público Estadual, Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais, Universidade Federal do Ceará e Instituto Terramar. Venha conosco participar desse diálogo!!

Continue Lendo

12

Carta ao Conselho Estadual de Meio Ambiente do Ceará (COEMA)

Um conjunto de organizações da sociedade civil e comunitárias remeteu carta ao presidente Artur Bruno (Secretário de Meio Ambiente do Estado do Ceará) e demais conselheiros/as do COEMA. As organizações questionam a flexibilização ambiental para a implementação dos parques de energia eólica, atual pauta no Conselho, e solicitam o exercício do direito de participação da sociedade civil e comunitária no debate.

Continue Lendo

13

7

Dia de Mobilização reúne comunidades da Zona Costeira em defesa do território

Povos de 20 comunidades tradicionais costeiras e três etnias indígenas se encontraram num momento de fortalecimento e partilha de histórias de luta e resistência. A ocasião contou também com audiência pública sobre conflitos fundiários na Zona Costeira, onde os órgãos públicos foram cobrados por sua atuação nos territórios.

Continue Lendo

1

26

19